Rádio Princesa AM
Ouça ao vivo

Notícias



09 de novembro de 1989 : O dia que mudou a história.


09/11/2020 - 18h18 - Cultura


O muro de Berlim foi o maior símbolo da divisão do mundo entre bloco ocidental e oriental. Essa foi a primeira ação simbólica liderada pelos Estados Unidos,e tinha o capitalismo como sistema econômico.Por outro lado o muro foi a segunda ação simbólica realizada pela antiga URSS que era adepta do socialismo.
Entenda:
 Após o término da Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945), os dois países saíram fortalecidos: os EUA e a URSS. Com a polarização destas potências, são iniciados confrontos indiretos e disputas estratégicas entre as duas nações. Este confronto ficou conhecido como Guerra Fria.Com a configuração desse quadro e a formação do bloco comunista no Leste Europeu, os Estados Unidos logo criaram uma estratégia para barrar o avanço desse bloco pela Europa e, assim, surgiu o Plano Marshall. Esse plano tinha como objetivo financiar a reconstrução dos países da Europa Ocidental que sofreram com a destruição causada pela guerra.

Foi então que surgiu a cidade de  Berlim Ocidental (lado capitalista) . A população da porção oriental de Berlim, insatisfeita política e economicamente, começou a se mudar em grande número para o lado ocidental. Só em 1953, 331 mil pessoas da Alemanha Oriental abandonaram o país|1| e entre 1948 e 1961, cerca de 2,7 milhões de pessoas haviam deixado o país..

Para conter o êxodo de habitantes, os governos da Alemanha Oriental, governada na época por Walter Ulbricht, e da União Soviética, governada na época por Nikita Kruschev, decidiram construir um muro que isolasse Berlim Ocidental. O Muro de Berlim foi construído na passagem do dia 12 para o dia 13 de agosto de 1961. Durante 28 anos, o muro foi o símbolo da divisão do mundo por causa da Guerra Fria.
A queda do Muro de Berlim relaciona-se com a desintegração do bloco de nações socialistas no leste europeu. A década de 1980 foi uma década de crise para o bloco socialista em geral e a situação não foi diferente para a Alemanha Oriental. O grande foco da crise era a economia ruim do país e a situação de vida dura da grande maioria da população.
Os protestos na Alemanha Oriental ganhavam força, já que o regime do país negava-se a realizar reformas, como as que aconteciam na União Soviética na época, por exemplo. No final de outubro, Egon Krenz substituiu Erich Honecker no comando da RDA e realizou uma série de reformas emergenciais, como a anistia aos presos políticos. As mudanças, no entanto, aconteceram tarde demais.

Em 8 de novembro, uma série de ministros da RDA apresentaram sua demissão e o governo apresentou uma proposta de abertura das fronteiras com a Alemanha Ocidental para ser apreciada pelo Parlamento do país. A situação saiu do controle quando, em 9 de novembro, o porta-voz do governo, Günter Schabowski anunciou equivocadamente que as fronteiras com a Alemanha Ocidental estavam abertas de maneira imediata.
O anúncio foi realizado ao vivo em cadeia nacional de televisão durante uma coletiva de imprensa. Nas horas seguintes, milhares de pessoas foram aos postos de passagem exigindo o direito de passar para Berlim Ocidental. Como os guardas não entendiam o que estavam acontecendo, eles impediram a população de atravessar.

Para evitar uma tragédia, o próprio Egon Krenz autorizou a abertura de fronteiras e milhares de pessoas atravessam a passagem para Berlim Ocidental. Eufóricas, as pessoas reuniram-se ao redor do Muro de Berlim e iniciaram a sua depredação. Com o fim das restrições de fronteira, não havia mais motivos para o muro existir, assim a população começou a derrubá-lo na noite do dia 9 de novembro.

A queda do Muro de Berlim foi um ato apenas simbólico, mas marcou o início de um processo político que culminou com a reunificação da Alemanha. O chanceler da Alemanha Ocidental, Helmut Kohl, engajou-se para isso e, no dia 3 de outubro de 1990, a Alemanha reunificava-se e o lado socialista deixava de existir.






ONDE ESTAMOS

Travessa João Winckler, 15
Centro, Xanxerê/SC
89820-000


ATENDIMENTO

Segunda à sexta das 07h às 11h30
e das 13h às 17h30


FALE CONOSCO

49 . 3382 2770
49 . 3382 2750

SIGA-NOS


© - Ideia Good - web e publicidade
topo